• Redação UPES

Distanciamento nas escolas agora é de 1 metro

A medida é da Secretária Estadual de Educação, que estabeleceu novos critérios de distanciamento nas salas de aula


A decisão tomada pelo governador do Paraná, Ratinho Júnior, no dia 10 de agosto, também é aplicada para o ensino particular e superior de todo o estado. Anteriormente, as regras de distanciamento eram de 1.5 metros, a justificativa do governo do estado é que com o avanço da vacinação as normas podem ser flexibilizadas Amanda Fernanda Monteiro Noffke conta que leva sua irmã para a escola, mas não sente segurança, uma vez que não sabe se as escolas seguem os protocolos. “Em casa nós orientamos ela, mas na escola não sei se funciona corretamente”, disse Amanda. Dentro das escolas, todo o processo de segurança é feito pelos próprios profissionais da educação, não havendo profissionais da saúde na área. O presidente do núcleo Sindical da APP Sindicato de Ponta Grossa, Tércio Alves do Nascimento, que representa a categoria, disse que a decisão é uma forma de obrigar os pais a levarem seus filhos à escola. “Esse governo não tem diálogo! Eles tomam as decisões para atender a rede privada de ensino” afirmou o presidente. O que a nova medida diz A resolução 735/2021 regulamentada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) foi publicada no dia 10 de agosto e diz respeito às mudanças nas medidas de prevenção nas escolas e universidades de todos os estados. A resolução definiu a diminuição do distanciamento social de 1,5 metros para apenas 1 metro, e ainda deixou aperto para que os país escolham a melhor opção (entre aulas presenciais ou online). Também ficou estabelecido que cada instituição deve analisar e decidir a melhor opção para que haja bem estar geral. Ficando a critério dela, estabelecer se haverá ou não revezamento entre os estudantes.











Sobre o autor: Heryvelton Martins, compõe a equipe de redação da Upes-PR, é estudante de jornalismo pela UEPG, fundador do jornal Colabore-se e idealizador do Foca Play da UEPG.










14 visualizações0 comentário