• Redação UPES

EAD: Um sistema que inclui ou exclui?


Por Sarah Roque/ Redação UPES



Estamos vivendo um acontecimento histórico, criado com o contexto de uma pandemia. Pessoas em todo o mundo estão tentando adaptar-se nesses novos sistemas que estão sendo criados, pois devido ao vírus, todo cuidado ainda é pouco. Esse momento crítico nos faz debater sobre diversas questões sociais e sobre as medidas que estão sendo realizadas nessa situação. Uma dessas discussões é a educação a distância durante essa pandemia.


A partir da colocação do tema, surgem os questionamentos a respeito desse sistema de educação que está sendo implantado; debates sobre a acessibilidade, sobre dificuldades, sobre conhecimento a ser compartilhado, enfim, vários assuntos que envolvem a vida dos docentes e dos discentes de uma escola. Imagino que o EAD seja uma medida muito boa enquanto está num papel, porém, quando é colocada em prática, se torna um sistema cheio de dificuldades, tornando-o ruim e pouco útil. Estudos do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC) mostram que 51% dos alunos de classes mais baixas não possuem acesso à internet. Como fica a situação desses alunos?


Dificuldades e desafios também são vistos mesmo com acesso à internet, pois, mesmo que o aluno possua o acesso, pode não ter um computador, nem um celular, ou, caso possua, pode ser um objeto compartilhado com todas as pessoas da casa e isso é apenas o início do problema. Muitos possuem dificuldades, sendo elas físicas ou psicológicas, esses discentes estão dependendo muito do auxílio que recebem em casa de seus pais, porém nem sempre os responsáveis são capazes de prestar essa ajuda, tornando o aprendizado extremamente difícil. É visto que nem todas as escolas conseguirão atender todos os seus alunos, especialmente aqueles que precisam de um um auxílio particular, então será que o ensino a distância, com tantas complicações, realmente é o caminho certo a ser percorrido? Muitas instituições estão se esforçando ao máximo para conseguir abranger o máximo de estudantes, com apostilas, ou outros tipos de conteúdo, porém, muitos dos professores também não estão tendo facilidade em se adaptar nesse sistema e portanto não estão conseguindo tornar o aprendizado eficaz e passando os conteúdos de maneira viável.


Também não estamos recebendo a ajuda e muito menos o apoio de quem mais deveria estar presente: O Ministério da Educação (MEC). É perceptível que muitas instituições federais não tem uma boa estrutura virtual nem mesmo dentro de seus campus, e mesmo assim o MEC concedeu permissão para que o EAD pudesse ser implantado nesse momento da pandemia, ignorando o fato de que uma grande parte dos estudantes de instituições federais não possuem os instrumentos necessários para participar dessa modalidade de ensino. Isso sem falar nas dificuldades que estão sendo enfrentadas em relação ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e nos cortes na área da educação.


  A verdade é que o sistema do EAD durante a pandemia e na educação básica não está nem perto de ser uma solução. Não é um sistema justo que auxilia os alunos da maneira que pode e deve, na verdade, em sua prática, é extremamente exclusivo e estressante para a maioria que não possui os meios para conseguir efetivar seu aprendizado. Creio que outras alternativas podem e devem ser consideradas, pois que esse tempo de quarentena não tem uma data prevista para acabar, alternativas que devem abranger e ajudar os alunos, pois todos têm o mesmo direito de aprender e precisam desse auxílio, independentemente de sua renda. 



Sobre a autora : Sarah Roque, é estudante do curso técnico em informática no IFPR Campus Avançado Barracão. Gosta de debater assuntos como política, religião, saúde. Adora conversar sobre livros, músicas, filmes e arte. Instagram: @sarahhroque. 

Dica da UPES: O Documento Nacional do Estudante garante que você pague meia entrada em eventos esportivos e culturais como teatro, museus, shows e estádios. Clique na imagem e solicite já a sua carteirinha estudantil.



0 visualização

© 2023 por União Paranaense dos Estudantes Secundaristas 

Desenvolvido por PLAY comunicação

Sede Administrativa:

Palácio dos Estudantes

Rua João Manoel, 142, 

São Francisco - Curitiba-PR