• Redação UPES

Programa “Future-se” será discutido pelo IFPR

Diretores da UPES se reuniram com o reitor para esclarecer boatos de que o IFPR iria aderir ao Future-se

O programa “Future-se,” é um projeto do Ministério da Educação (MEC), criado pelo ministro Abraham Weintraub e pelo secretário de educação superior Arnaldo Lima, o projeto foi lançado em julho deste ano e ainda é motivo de muitas discussões nas Universidades Federais e Institutos Federais.

De acordo com o MEC, o objetivo é criar "autonomia financeira" para as Universidades e Institutos Federais. O projeto visa captar recursos privados por meio de contratos de gestão conjunta entre a União e dos Institutos Federias (IF) com as Organizações Sociais) (OS) que possuam atividades ligadas ao ensino, à pesquisa científica, ao desenvolvimento tecnológico, à cultura e que estejam relacionadas às finalidades do Programa, tirando a responsabilidade do Estado de garantir fundos para o desenvolvimento desses setores. O “Future-se” é estruturado em três eixos principais : Gestão, Governança e Empreendedorismo; Pesquisa e Inovação; Internacionalização.

O programa é de adesão voluntária, apenas as Universidades e Institutos Federais que se interessarem ou decidirem que adesão ao programa será vantajosa, serão inclusas no programa. Para que essa decisão seja tomada há uma série de debates, Conselhos Universitários e conversas acontecendo nos IF e Universidades Federais.

O professor Zanatta, reitor do Instituto Federal do Paraná, explica que o programa foi construído sem a participação efetiva dos reitores e da comunidade. “É preciso esclarecer os nuances do programa. Primeiro faremos uma ampla discussão interna sobre esse programa. Para isso constituímos uma comissão com um representante de cada campus, representação estudantil, representantes de sindicatos e sociedade civil. Esses representantes irão conduzir os debates nos campus com comissões paritárias entre estudantes, técnicos administrativos e docentes, para que todos possam participar e manifestar seu ponto de vista”. Afirma o Reitor.

A estudante do Ensino Médio Integrado com Técnico em Alimentos do IFPR Colombo, diretora de ensino técnico da UPES e diretora de entidades estudantis do Conselho estadual dos estudantes do IFPR ( CEEIFPR), Rulliana Caldeira, afirma que é extremamente importante que as entidades estudantis estejam nessas comissões inclusive dentro das portarias. “Na primeira versão do projeto, os estudantes só tiveram acesso na consulta pública e mesmo assim não estava lançado 100%”. Explica a diretora. Ainda de acordo com a Rulliana Caldeira, a participação dos representantes estudantes leva não só a realidade e o pensamento crítico dos estudantes para as comissões como também traz respeito e visibilidades para as lutas estudantis. “Mostraremos a importância que o Instituto Federal tem para nós e como iremos defender.” Diz a estudante.

82 visualizações

© 2023 por União Paranaense dos Estudantes Secundaristas 

Desenvolvido por PLAY comunicação

Sede Administrativa:

Palácio dos Estudantes

Rua João Manoel, 142, 

São Francisco - Curitiba-PR